- Publicidade -
17.9 C
Balneário Camboriú

Pessoas mais vulneráveis receberam a vacina que oferece a menor proteção

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

As pessoas mais vulneráveis à Covid-19 em Balneário Camboriú, foram vacinadas com o imunizante menos eficaz, Coronavac, situação que se repetiu em todo o Brasil, principalmente porque o governo federal ignorou repetidas ofertas de Pfizer, a vacina que oferece a melhor proteção.

É concreta a afirmativa, como está sendo desnudado na CPI da Covid, que a negligência do Presidente da República na aquisição de vacinas custou ao país centenas de milhares de vidas.

- Publicidade -

A “melhor” vacina é a da Pfizer, com até 95% de eficácia; contra até 82,4 da AstraZeneca e 50,38% de eficácia geral da Coronavac. 

Além disso, Pfizer e AstraZeneca são mais eficazes que a Coronavac já com a primeira dose, o que é relevante numa pandemia. 

A vacinação em Balneário Camboriú iniciou em 19 de janeiro deste ano, pelos grupos que tratavam diretamente com a doença: os profissionais de saúde das UTIs e demais envolvidos no atendimento a pacientes, equipes do Samu, pessoal das instituições dos idosos e os próprios vacinadores.

Todos receberam a Coronavac, a vacina menos eficaz, incluindo os idosos em abrigos especializados.

- Publicidade -

Em 25 de janeiro chegaram 1.090 doses da vacina AstraZeneca, mais eficaz, mas essa quantidade seria suficiente para imunizar apenas 545 pessoas. 

Demoraria mais três meses para que novas doses de AstraZeneca chegassem à cidade e quatro meses para receber as primeiras remessas da Pfizer, a mais eficaz e mesmo assim, até hoje, em pequena quantidade.

Apenas 1.505 pessoas em Balneário Camboriú receberam a melhor vacina.

O epidemiologista Ricardo Zimmermann disse que é complicado falar do assunto porque foi politizado, mas apesar de concordar que a Coronavac é a menos eficaz, destacou que em uma pandemia o importante é vacinar usando o que estiver disponível.

Segundo esse epidemiologista, o efeito da imunização é visível nos hospitais, com a redução de casos graves e mortes entre pessoas vacinadas.

NOVA VACINAÇÃO

Até esta sexta-feira, 11, Balneário Camboriú vacinou apenas 17% da sua população adulta porque não há doses disponíveis e ninguém sabe, já que a doença é nova, se as pessoas imunizadas neste ano, precisarão de nova imunização em 2022.

De concreto existe o fato que a cidade permanece há várias semanas em estado gravíssimo para transmissão da Covid (um Mapa de Risco atualizado será divulgado nas próximas horas); existem 308 pessoas em tratamento e a UTI anexa ao Hospital Municipal Ruth Cardoso, continua lotada, com apenas dois leitos disponíveis.

CUIDE-SE

Essa realidade é mais um bom motivo para que as pessoas, mesmo vacinadas, continuem mantendo cuidados como uso de máscara, higienizar constantemente as mãos e evitar aglomerações.

- Publicidade -

Jornal Página 3 nas redes

39,752FãsCurtir
18,100SeguidoresSeguir
6,507SeguidoresSeguir
12,000InscritosInscrever
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -