- Publicidade -
- Publicidade -
22.5 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Projeto que cria exposição com quadros acessíveis a pessoas cegas abre nesta quarta, em Itajaí

O projeto “Arte pra cego ver”, que visa promover experiência com obras de artes visuais em 3D, focado em ser acessível para pessoas cegas, abre para visitação a partir desta quarta-feira (23), na Associação de Deficientes Visuais de Itajaí e Região (Advir), onde segue até dia 30. Em dezembro (entre os dias 13 e 20) estará na Câmara de Vereadores de Itajaí.

(Divulgação/Advir)

O projeto tem como objetivo proporcionar que as pontas dos dedos toquem a tela e que as pessoas sintam as linhas, as texturas, os relevos e interpretem as obras. 

O “Arte pra cego ver” vai promover uma exposição com sete quadros em 3D voltada para pessoas cegas e com baixa visão. As obras podem ser conferidas por todos os públicos em dois locais: Associação de Deficientes Visuais de Itajaí e Região (Advir), entre os dias 23 e 30 de novembro, das 9h às 17h e na Câmara de Vereadores de Itajaí, entre os dias 13 e 20 de dezembro, das 9h às 19h.

- Publicidade -

A produtora responsável, Ana Clara Marques, explica que, para tornar a exposição efetivamente acessível, o processo de criação das obras envolveu pessoas cegas do início ao fim. 

“A equipe realizou visitas na Advir, conversou com crianças, adolescentes e adultos, criou protótipos, testou os elementos (contorno, relevo, textura e distribuição espacial) para avaliar a percepção tátil e sensorial dos públicos, até chegar na versão final das obras”, diz.

Os quadros foram confeccionados pela artista de Itajaí, Karin Buba, e representam lendas brasileiras de cinco regiões do país. 

(Divulgação/Advir)

Cada obra vai estar acompanhada de uma sinopse escrita em braile para contextualizar a experiência tátil. Karin salienta que, durante a pesquisa, encontrou vários dados interessantes sobre a deficiência visual. 

“A experimentação realizada com adultos da ADVIR, constatou que todos eles têm cegueira adquirida por doenças, como glaucoma, toxoplasmose e principalmente diabetes. Os participantes tinham bastante memória visual por terem enxergado por muitos anos, logo, eles apresentaram bastante conhecimento de cores, perspectiva, paisagem e senso de estética”, afirmou.

Alunos da rede municipal de Itajaí vão conhecer o projeto

A exposição vai contar com visitação de alunos da rede municipal de ensino de Itajaí, com uma turma integrada de alunos videntes e alunos com deficiência visual. As crianças videntes serão vendadas e experimentarão contemplar a exposição por meio de uma visitação tátil guiada. Esta ação vai acontecer com alunos da escola Avelino Werner, no dia 29 de novembro, às 13h30.

Este projeto foi aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura Municipal e tem o patrocínio da Fundação Cultural e Prefeitura de Itajaí através da isenção de ISS e aporte de recursos da empresa ALLOG. O apoio é da Advir e realização ACM Produções.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -