- Publicidade -
- Publicidade -
26.8 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Mais de 80 filmes selecionados serão exibidos no Festival Internacional de Cinema em Balneário Camboriú

O 13º Festival Internacional de Cinema em Balneário Camboriú, com sede na Arthousebc (Rua São Paulo, 581-1, no Bairro dos Estados), inicia na próxima quarta-feira (6) e segue até dia 17. Serão 12 dias de exibições de mais de 80 obras de longa, média e curta-metragem, que foram selecionadas entre mais de 550 inscritos de diferentes nacionalidades.

Segundo a organização do 13º FICBC, estão representados filmes de países como Alemanha, Argentina, Áustria, Bangladesh, Bélgica, Canadá, Colômbia, China, Cuba, Equador, Estados Unidos, França, Grécia, Itália, Israel, Japão, Líbano, Mongólia, Noruega, Polônia, Portugal, Qatar, além de filmes dos quatro cantos do estado de Santa Catarina e do Brasil.

Guerra Branca (Divulgação)

Em meio a essa diversidade de culturas e pontos de vista, paralelo ao 13º FICBC, também acontecerá uma variedade de atividades, como palestras, oficinas, debates, atividades de mercado audiovisual, reunindo anualmente profissionais e artistas, exposições de obras de arte, homenagens e shows musicais.

- Publicidade -

O projeto tem patrocínio da Lei de Incentivo à Cultura de Balneário Camboriú (LIC) por meio da Fundação Cultural de Balneário Camboriú e Prefeitura de Balneário Camboriú, e foi contemplado pelo edital LIC BC 2022. Mais informações podem ser conferidas em www.festivalbc.com.

Vertigem (Divulgação)

INTERNACIONAL

Longa-Metragens

  • ”O Ritmo da Água”, de Juan Felipe Bernal Vargas
  • ”Puan”, de María Alché, Benjamín Naishtat
  • ”Anel Errante”, de Masakazu Kaneko
  • ”Uma Noite Longa”, de Gabriela Calvache
  • ”Trio”, de Battumur Dorj
  • ”Softie”, de Samuel Theis
  • ”É Hora da Festa”, de Léo Liotard
  • ”Landen”, de Vanessa Nica Mueller

Curta e Média-Metragens

  • ”A Última Festa”, de Matteo Damiani
  • ”Fora de Temporada”, de Francescu Artily
  • ”Caixa do Demônio”, de Sean Wainsteim
  • ”Campo”, de Meijing Lü
  • ”Fronteira”, de Khalifa Al Thani
  • ”Bégan”, de Maria Jorge
  • ”A Mão”, de Will Foreman
  • ”Testemunho do Vento”, de Fernanda Caicedo

NACIONAL

Longa-Metragens

  • ”Fim de Semana no Paraíso Selvagem”, de Pedro Severien
  • ”Eu Sou Maria”, de Clara Linhart
  • ”Saudosa Maloca”, de Pedro Serrano
  • ”Nada Há”, de Stefania Fernandes
  • ”A Cozinha”, de Johnny Massaro
  • ”Propriedade”, de Daniel Bandeira

Curta e Média-Metragens

  • ”Vamos Ter a Noite Seguinte, Em Vez da Manhã Anterior”, de Rafael Ferreira Rocha e Lucas Almeida Miguel
  • ”De Tudo Um Pouco Sabia Costurar”, de Yérsia Assis e Felipe Moraes
  • ”O Abissal”, de Ari Maricato
  • ”Os Últimos Dias de Duas Amigas”, de Rodrigo Lavorato
  • ”Estilhaços”, de Gabriela Nogueira
  • ”Controle”, de Ricardo Manjaro
  • ”Cabana”, de Adriana de Faria, Tayana Pinheiro, Fernando Segtowick e Thiago Pelaes
  • ”Coleção de Histórias Extremamente Curtas”, de Pedro Fraga Villaça
  • ”Bug”, de Studio 003
  • ”A Garimpeira”, de Laís Sambugaro

CATARINA

Longa-Metragens

  • “Esse Sofá é Grande Demais para o meu Porta-malas”, de Victor Toth

Curta e Média-Metragens

  • ”Vãnh gõ tõ Laklãnõ”, de Barbara Pettres, Flávia Person e Walderes Coctá Priprá
  • ”Vertigem”, de Djulia Marc
  • ”O Quarto de André”, de Thiago Barba
  • ”A Beleza Viva nos Teus Olhos Mortos”, de Vitor Oliveira Carvalho
  • ”A Mala”, de Matheus Mendes do Espírito Santo
  • ”Être – Fronteiras que falam”, de Yohana Fukui Cantos
  • ”Código Pirata”, de Lallo Bocchino
  • ”Guerra Branca”, de Fernando Machado
  • “Vento Solar”, de Aliakim de Sá

VIVO

  • ”Pegadas”, de Manu Sobral
  • ”Nervo Morto”, de Margarida Pinto da Fonseca
  • ”Midríase”, de Eduardo Monteiro
  • ”Sempre Quis Ser Um Marciano”, de Smaragda Nitsopoulou
  • ”A Odisséia da Mulher”, de Leila Samari e Maryam Sehhat
  • ”Ode”, de Francoise Doherty
  • ”Estou Perdido Para o Mundo”, de Tiger Cai

NOTURNA

  • ”Xamã Punk”, de João Maia Peixoto
  • ”A Luz Incidiu Sobre Nós Como a Pálida Noite”, de Lucca Genovesi Girardi
  • ”Atér”, de Marie Fages
  • ”O Filme Perdido”, de Luíza Sader
  • ”Estilhaços”, de Gabriela Nogueira
  • ”Vão das Almas”, de Edileuza Penha de Souza e Santiago Dellape
  • ”Claudio”, de Calebe Lopes

CORUJINHA

Longa-metragem

  • ”Placa-Mãe”, de Igor Bastos
  • “A Ilha dos Ilus”, de Paulo GC Miranda
  • “Bem-Vindos de Novo”, de Marcos Yoshi
  • “Dos 3 aos 3”, de Pablo Lobato

Curta e Média-metragem

  • “2020: Odisseia no 3° Esquerdo”, de Ricardo Leite
  • “Alma Gêmea”, de Irma Beatriz Peniche Silva
  • “A Menina e o Mar”, de Gabriel Mellin
  • “Boris e Rufus – Especial de Natal: Um caminho para a Lapônia”, de Rubens Belli
  • “Bruce Spike e a Batalha da Berinjela”, de Caru Roelis
  • “Cantigas do Meu Boizinho – Bernunça Bebel”, de Bruno Pagani e Thiago de Melo
  • “CEM PILUM – A História do Dilúvio”, de Thiago Morais
  • “Comedores de Sonhos”, de Mike Wanderroscky
  • “Fraiha”, de Amal Al-Shammari e Hossein Heydar
  • “Meio Suspeixe”, de Aleksander Leines Nordaas
  • “Novelito”, de João Batista Signorelli
  • “O Cemitério do Parque da Luz”, de Marko Martinz
  • “Pêras”, de Julia Trachtenberg
  • “Quintal”, de Mariana Netto
  • “Se Flopar, Nunca Postei”, de Lucas Zimer
  • “Sobre Amizade e Bicicletas”, de Julia Vidal
  • “Sonhos da Isah: O Livro Mágico”, de Joao Ricardo Costa
  • “Trinca-ferro”, de Maria Fabiola
  • “Tuca, o Mestre Cuca”, de Rubens Belli
  • “Ursinho Azul”, de Marina Andree Skop.
- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -