- Publicidade -
- Publicidade -
20.4 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Economia na Semana

Além do pote de plástico

A Plasvale se acostumou a ser sinônimo de potes de plástico, aqueles que quase todo mundo tem em casa e que servem para guardar comida na geladeira. Mas nos últimos tempos a empresa de Gaspar decidiu virar a chave para ir mais além. A partir de uma mudança de estratégia, começou a diversificar o portfólio. Novas linhas de produtos feitos em vidro, bambu e outros tipos de materiais começaram a ganhar espaço nas vendas. Até mesmo garrafas e copos térmicos, que viraram febre em praias e festas, entraram no catálogo. Como manda o manual de negócios, a Plasvale está colocando os ovos em várias cestas para se proteger de eventuais instabilidades do mercado. 

Hospital Unimed e o Einstein 

- Publicidade -

A Unimed Grande Florianópolis assinou termo de cooperação com a Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, de São Paulo, para que ela participe da gestão do hospital da cooperativa, sediado em São José. Este é o primeiro contrato da gestora paulista com um hospital de Unimeds no Brasil e foi assinado em função das boas práticas nas áreas de saúde, governança e tecnologia da instituição de SC. O Einstein também vai apoiar serviço focando na atenção primária e eficiência no uso de recursos, com ênfase na medicina preventiva. O objetivo é elevar a qualidade da gestão. A Unimed vai informar com mais detalhes sobre como serão as mudanças. 

Prévia do PIB 

Santa Catarina encerrou o ano de 2023 com crescimento de 2,6% da atividade econômica, variação maior frente à média nacional, que registrou alta de 2,4% nesse indicador no mesmo período. É isso que mostrou o Indice de Atividade Econômica Regional (IBCR-SC), apurado pelo Banco Central do Brasil e considerado uma prévia do PIB. Em dezembro frente a novembro, na série com ajuste sazonal, SC teve alta de 1,6% enquanto o Brasil cresceu 0,8%. No mês de dezembro comparado com o mesmo período do ano anterior, o Estado cresceu 3,2% e o Brasil 1,4%. O resultado da economia catarinense foi puxado pelo crescimento do agronegócio no lado da oferta, e pelo consumo das famílias, no lado da demanda. 

Imunidade tributária 

O Congresso está analisando em plenário a Proposta de Emenda à Constituição, que livra da incidência de IPVA os veículos terrestres com mais de 20 anos de fabricação. Conforme relatório anexado à PEC, se aprovada deverá gerar perda de arrecadação somente em SC, Minas Gerais e Pernambuco. É que nos demais já há isenção de IPVA para veículos com mais de 20 anos. Em alguns casos, para veículos com mais de 10 anos. 

Insegurança 

O presidente não sossega até não botar um cupincha seu no comando da Vale, que é privada. Por causa disso, em poucas horas, seus papéis perderam bilhões nas bolsas. Autoridades catarinenses voltaram das Arábias com a sinalização de seus investidores interessados em administrar o porto de Itajaí. Seu principal temor é a insegurança jurídica no país e a intromissão estatal, como essa, funesta, que o presidente quer perpetuar. 

- Publicidade -

Conexão internacional 

O presidente da Câmara de Comércio Brasil-Portugal de SC, adianta que estão bem adiantadas as tratativas com as empresas aéreas TAP e Emirates para que SC possa se conectar de forma mais rápida e barata com outros continentes, com voos partindo do moderno Floripa Airport. 

Influencers 

Impressiona como milhões de incautos seguem os tais “influencers”, concordando com tudo o que dizem, comprando o que vendem que fazem propaganda (muita porcaria) e algo mais. E todo dia se lê, ouve ou vê algo de negativo sobre essa gente. A notícia das últimas horas envolve o influenciador de Palhoça, vizinha de Florianópolis, alvo de mandado de busca e apreensão, por fazer sorteios falsos. O que faturava na malandragem enganando otários, fazia questão de exibir nas redes sociais, como soe a estes vigaristas. 

Abismo 

Saiu o ranking da renda per capita dos Estados brasileiros em 2023. O Maranhão (sempre ele, dominado há séculos por notórios corruptos) tem a menor, míseros R$ 945, contra R$ 3.357 do Distrito Federal. SC está na quinta posição: R$ 2.269. 

Cultura 

Foi divulgada no Diário Oficial do Estado, lista com 38 novos projetos aprovados pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC), para o Programa de Incentivo à Cultura (PIC). A iniciativa visa o fomento a projetos culturais catarinenses, por meio de renúncia fiscal do ICMS. Os projetos aprovados têm, agora, doze meses para realizar a captação de recursos para sua execução. São propostas de diversas linguagens artísticas e provenientes de todas as regiões catarinenses, que levarão a produção cultural do estado para mais perto da população. A previsão é de que as inscrições para envio de novos projetos ao PIC em 2024 se iniciem em 15 de março. 

Guardas municipais 

Mais um dado, de 2022, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública divulgado recentemente. SC tem hoje a menor proporção de policiais militares para cada grupo de 100 mil habitantes: apenas 1,3. A maior proporção está no Amapá: 4,3. 

Recomendações do TCE-SC

O Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE-SC) decidiu encaminhar orientações aos 100 municípios do estado que têm áreas suscetíveis a deslizamentos de solo e de rochas e a inundações, identificados em levantamento realizado pela Diretoria de Atividades Especiais (DAE). Entre eles, estão Brusque, com 45 áreas de risco e Botuverá, com 42. O trabalho evidencia as deficiências que necessitam ser sanadas e indica caminhos e ações necessárias para o aprimoramento não só dessa política, mas de tantas outras que estão intimamente relacionadas, de modo a evitar desastres e prejuízos das mais diferentes ordens, segundo o relator dos processos relacionados ao meio ambiente, à ocupação do solo e a desastres.

Campeã de importação 

A localização estratégica, a vocação logística, o arrojo dos empresários locais e pequenas vantagens fiscais levaram Itajaí a desbancar os grandes centros e se tornar o principal importador do país em 2023. Empresas sediadas na cidade importaram no ano passado US$ 13,1 bilhões, o que representa 5,47% de todas as importações do Brasil. O levantamento foi realizado pela Tek Trade por meio das informações disponibilizadas pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços.

Queda histórica 

O trade turístico de SC sente muito o que foi a temporada de turistas argentinos por aqui neste ano. Foram 110 mil a menos desde janeiro dos que vem por terra, -19% comparativamente ao mesmo período de 2023, consequência da inflação e da desvalorização do peso no país vizinho. Compensatoriamente, houve ampliação de 26,6 mil no número de argentinos pela via aérea e por meio de cruzeiros, segundo a Embratur. 

Motolâncias 

O uso de motos no atendimento de urgência em SC, via Samu, inicialmente em Balneário Camboriú e Itapema, deu resultados tão bons que o governador catarinense autorizou a compra de outras 10 para que possam atender inicialmente em Florianópolis e Palhoça. O custo é de R$ 300 mil.  

Construção civil 

O Sinduscon apresentou o primeiro relatório de estudos sobre o mercado imobiliário de Brusque. O presidente da entidade destacou a importância da pesquisa para os associados e toda a cadeia produtiva da indústria da construção civil do município e região. Dentro do planejamento estratégico colocamos esta pesquisa como uma das prioridades e fechamos esta parceria com a Alphaplan, empresa que já presta este tipo de consultoria para o mercado imobiliário de Balneário Camboriú e diversos Sinduscons. 

Matriz econômica

O Brasil e Santa Catarina já possuem o petróleo, que é o setor agroindustrial. O que falta é apostar pesadamente na diversificação da matriz econômica para que o país possa, enfim, dar o salto de desenvolvimento há tempo aguardado. Os árabes aprenderam isso rapidamente e hoje trabalham com setores escaláveis. Eles entenderam a transformação digital pela qual o mundo está passando. O Brasil, por sua vez, segue atrelado a um sistema de lobbies de alguns setores que também estão olhando somente para si, desconsiderando a essencialidade que serviços e tecnologia têm para toda a economia de um país. Ainda há tempo para mudar. SC está um passo à frente em relação ao resto do país, pois compreendeu a importância de setores como a tecnologia para o futuro. O setor tecnológico é responsável por cerca de 6% do PIB catarinense. 

Histórico 

A vez em que a desativação do Complexo Prisional da Agronômica, em Florianópolis, esteve mais próxima de ocorrer foi no governo de LHS. O projeto previa a permuta de 30% da área para o setor imobiliário e destinar 70% para parque público. A minoria barulhenta na Câmara de Vereadores não aceitou. Exigiam 100% parque público. Deu no que deu. Em nada. 

Ensinando SC e o Brasil 

Os Emirados Árabes Unidos estiveram em evidência em SC por conta da missão oficial do governo do Estado. Além dos diversos encontros e possibilidades futuras de negócios, há algo a mais que a comitiva catarinense, liderada pelo governador pode trazer na bagagem para inspirar o futuro econômico do Estado. O diretor da GT de Internacionalização da Associação Catarinense de Tecnologia, que participou da  missão, relembra que a cidade de Dubai, por exemplo, era uma simples aldeia de pescadores há cerca de 60 anos. A descoberta do petróleo trouxe muitas divisas para o país, porém o que veio depois foi o segredo. Os árabes souberam aproveitar a riqueza a partir de uma matriz e diversificar os investimentos. Essa pulverização fez com que o país se tornasse um hub para diversos setores, como o financeiro, o comércio exterior e a tecnologia. 

Milagre da avenida 

No domingo (25), um único homem fez encher a Avenida Paulista, como nunca se viu. Até onde os drones e suas câmeras alcançavam a avenida estava lotada. Vieram por um líder. E atenderam seu pedido: não trouxeram uma faixa sequer com insultos a pessoas e instituições. Muitos vieram de longe, a despeito de alguns bloqueios nas estradas. Bloqueio pelo medo dos que temem o povo. Mas havia também o bloqueio do medo, imposto pelas prisões e condenações pelo 8 de janeiro. Bloquearam até quem não era brasileiro. O episódio serviu para repercutir no mundo a realidade do Brasil sobre liberdade de expressão. A Avenida se mostrou eloquente. Foi um vozerão que chegou ao mundo no mesmo dia por via digital e nos jornais do dia seguinte. 

Prévia da inflação 

O IPCA-15 que mede a prévia da inflação oficial, ficou em 0,78% em fevereiro deste ano. A taxa é superior ao 0,31% de janeiro deste ano e ao 0,76% de fevereiro do ano passado. Segundo o IBGE, o IPCA-15 acumula 1,09% no ano e 4,49% em 12 meses. O principal impacto na prévia da inflação de fevereiro veio do aumento das taxas dos cursos regulares, que subiram 6,13% no período. Os reajustes de preços são habitualmente praticados no início do ano. 

Presença permanente

De forma positiva ou negativa, Balneário Camboriú vem pontuando quase diariamente na mídia nacional. Está entre as três cidades brasileiras, atualmente, em que a maioria de sua população mora em apartamentos. Na mesma cidade está também a décima via pública, a Avenida Atlântica, com o metro quadrado de construção nova à venda mais caro do país, em levantamento da Data-ZAP, a pedido do Jornal O estado de São Paulo. Este mesmo levantamento traz uma grande novidade sobre o mercado imobiliário brasileiro e catarinense: a Avenida José Medeiros Vieira, de Itajaí, tem hoje o sétimo metro quadrado mais caro do país, R$ 42. 276. O mais alto fica na Rua Seridó, na cidade de São Paulo, R$ 67.073.  

Custo de vida 

Em um contexto em que quase oito em cada dez brasileiros estão endividados, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a preocupação com o custo de vida no Brasil é ainda mais nítida. Uma pesquisa da Bain & Company mostra que os preços afetam mais o ânimo do consumidor nacional que as mudanças climáticas, as circunstâncias familiares ou a situação política do Brasil. Por sinal, os brasileiros estão mais preocupados com o custo de vida que os públicos da Europa e dos EUA. Não à toa, a maioria dos consumidores em nosso país pretende economizar em 2024. Essa é, inclusive, a principal meta dos catarinenses para este ano. 

Drone especial 

É de Santa Catarina o primeiro drone multirotor no país capaz de voar até duas horas, gerando a própria energia através de um motor de combustão acoplado e minimizando a dependência de baterias. O sistema também possui baterias de back-up, para o caso de falhas. O equipamento, uma Aeronave Remotamente Pilotada (ARP), denominada “GD 25”, é resultado de uma parceria da Global Drones Ltda com o Polo de Inovação do Instituto Federal de SC (IFSC) em um projeto no âmbito da unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) na instituição de ensino. Desde agosto de 2021, uma equipe técnica, formada por alunos e professores, se dedica ao projeto direcionado para inspeção de linhas de transmissão de energia. O modelo possui vários rotores que rotacionam hélices para manobrar a aeronave. 

Fifi limpeza

Uma nova história de sucesso nasce dentro de uma das principais empresas no segmento de prestação de serviços de limpeza de toda a América Latina, a Fiel Limpeza, que ao longo de mais de 12 anos de história e 600 funcionários em toda a sua rede de franquias, inova constantemente em seu segmento. E o mesmo aconteceu na criação da Fifi Limpeza. Levar para todas os lares produtos profissionais de limpeza para o uso diário. Porém, agregando inúmeras vantagens e diferenciais aos produtos como: nanotecnologia e práticas sustentáveis a um preço abaixo do praticado pelo mercado no segmento. Não importa a superfície ou desafio, a linha de produtos da Fifi contempla soluções para todos os desafios. 

Enxaimel 

A Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo, da Câmara dos Deputados, analisa em decisão terminativa, para envio e votação em plenário, projeto que cria a Rota Turística do Enxaimel, em SC. O objetivo é promover o desenvolvimento regional e turístico, valorizando a cultura e os atrativos da região de colonização alemã. Enxaimel é uma técnica de construção na qual a estrutura da casa é composta por um esqueleto de madeira exposto, formando um padrão de treliça ou trama. Tal rota destaca-se como o único destino brasileiro mencionado na prestigiosa lista de melhores vilas turísticas do mundo, pela ONU. Essa distinção é atribuída a locais que conseguem integrar a preservação da herança cultural e ambiental com o desenvolvimento econômico. 

Tempo integral 

Qual pai que não sonha ver filhos, netos e afins numa escola de ensino integral? Sonho ainda distante no Brasil do século 21. Segundo o Censo Escolar 2022, quem mais tem matrículas naquela modalidade, em que os alunos ficam pelo menos sete horas em aula, são o Ceará (40,7%), seguido de perto pelo Piauí (37,7%), SC que já foi um Estado de fama decantada na educação, amarga a 15ª posição, com apenas 4,48%. Um vexame diante do que já foi. 

Desconfiança 

Empresários da indústria têxtil catarinense, uma das maiores do país, comemoram o anúncio de que o governo vai recuar da MP que reonera a folha de pagamento do setor. Mas temem que o projeto de lei que o Executivo vai enviar adie o fim da desoneração, o que teria impactos negativos sobre a competitividade das empresas e a geração de empregos. Um governo sem crédito, sob todos os sentidos, é fadado ao fracasso. 

Infraestrutura escolar 

Uma ferramenta elaborada pelo jornal O Globo, com base nos dados do último Censo Escolar, aponta que um grupo seleto de escolas públicas do país (só 2% delas), conta com o melhor disponível em termos de infraestrutura. No topo das públicas, estão oito, que tem todos os critérios analisados, além de 100% das salas climatizadas e acessíveis. Entre elas está uma catarinense, de Blumenau, É a Escola Básica Municipal Alberto Stein. 

Acionistas da Petrobrás

Quanto valem as palavras? A resposta mais honesta, embora não a mais precisa, é “depende”. No caso do presidente da Petrobrás, algumas palavras valeram ou melhor, custaram R$ 29,9 bilhões aos acionistas da estatal. Dia 28 de fevereiro, o presidente da empresa concedeu uma entrevista à Bloomberg. Nela, ele comentou as políticas da empresa relativas a transição energética e à distribuição de dividendos extraordinários. 

PMs encolhidas 

As Polícias Militares do Brasil perderam 30 mil integrantes em uma década, conforme pesquisa do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Seu efetivo em SC era de 11.533 policiais em 2013, que baixou para 9.589 (-16,9%) em 2023. O estudo mostra ainda que 15 Estados apresentam o percentual de ocupação das vagas na PM abaixo da média nacional (69,3%), sendo que quatro deles a ocupação dos postos existentes está abaixo de 50%. São SC, Goiás, Amapá e Paraíba. 

Indústria têxtil 

A empresa de Antonio Ogliari (leia-se Tecelagem Atlântica) comemorou dia 1º de março, 45 anos de história. Alcançar este marco fez com que a Toalhas Atlântica trabalhasse na coleção de inverno para homenagear a história das pessoas que estiveram envolvidas na marca durante estas décadas, através da coleção Olhares, que é um fortalecimento das bases, com tons terrosos numa paleta inspirada nas cores do Brasil, com a direção dos olhares para o futuro. Em italiano, Ogliari é Olhar. E a empresa se apropriou do próprio sobrenome para imergir em sua história. São Olhares multiplicados entre os filhos e os netos que estão começando a nova geração dos negócios, segundo a diretora da Atlântica. 

Tesouro Direto 

As vendas de títulos públicos a pessoas físicas pela internet somaram R$ 3,6 bilhões em janeiro, segundo o Tesouro Nacional. O valor subiu 13% em relação a dezembro, mas caiu 16,4% em relação a janeiro do ano passado. O recorde mensal histórico do Tesouro Direto em março do ano passado, quando as vendas somaram R$ 6,8 bilhões. O mês passado foi marcado por algumas instabilidades no mercado financeiro global, o que reduziu o interesse de alguns investidores. Os títulos mais procurados pelos investidores em janeiro foram os corrigidos pela Selic (juros básicos da economia), cuja participação nas vendas atingiu 66,3%. Os títulos vinculados à inflação IPCA) corresponderam a 20,3% do total, enquanto os prefixados, com juros definidos no momento da emissão, foram 9,9%. 

Renda+ e Educa+

Destinados ao financiamento de aposentadorias, o Tesouro Renda+, lançado no início de 2023, respondeu por 2,5% das vendas. Criado em agosto do ano passado, o novo título Tesouro Educa+, que pretende financiar uma poupança para o ensino superior, atraiu apenas 0,9% das vendas. 

Mais notícias

acdiegoli.blogspot.com

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -