- Publicidade -
- Publicidade -
12.8 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

TSE adia julgamento que pode cassar senador bolsonarista Jorge Seif

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) adiou, nesta terça-feira (16), o julgamento do recurso que pede a inelegibilidade e a cassação do mandato do senador Jorge Seif (PL-SC) por suposto abuso de poder econômico na campanha de 2022. Ainda não há uma nova data anunciada para o julgamento.

O ministro Alexandre de Moraes, presidente da corte, afirmou que a medida foi tomada a pedido do relator do caso, o ministro Floriano de Azevedo Marques. Moraes explicou, no início da sessão, que o ministro não pôde comparecer por motivo de doença na família.

A ação sobre Seif foi movida pela coligação Bora Trabalhar, composta por Patriota, PSD e União Brasil, que indicou a prática de três ilícitos eleitorais e apontou o favorecimento indevido do então candidato ao Senado naquele ano.

- Publicidade -

Além dele, são acusados os dois suplentes da chapa, Hermes Artur Klann e Adrian Rogers Censi, e os empresários Luciano Hang, dono das lojas Havan, e Almir Manoel Atanázio dos Santos, presidente do Sindicato Calçadista de São João Batista (70 km de Florianópolis).

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -